Minha foto

Sou o tipo de pessoa incansável. Faço de tudo o tempo todo e gosto de construir resultados. Locutor, apresentador, colunista, escritor e defensor da língua alemã Hunsrickisch, apaixonado pela música alemã e pela culinária, tenho por hobby cozinhar, pintar quadros a óleo e tocar contrabaixo. Eletrotécnico de carreira, me aposentei nesta profissão, e agora, além de manter ainda minha oficina eletrônica trabalho como voiceover internacional em e-learnings e wbt. Amo tudo o que faço.

domingo, 20 de setembro de 2009

Bissie Gelô - Chlimme Situatsione

OUÇA ESTA HISTÓRIA GRAVADA AQUI: HEA DAS GRAVEADNE CHTECK DO HIA:


CHLIMME SITUATSIONE

In em lewe tud ene mensch fillmohls dôrrich chlimme situatsione gehn. Es fengt chon ón fon klénem. Es gibt kropp wenn en kent so ene grosse sorvet fon enem
onkel gried, un es packt ea net gans esse. Was mit em rest mache fa net de onkel beláidiche? Das is chon en chlimm situatsion.
Dann, wenn es kent bissie wackst, dann in de chuul, komme foa ene haufe chlimme situatsione. Hauptsechlich wenn es kent etwas mus foa tsaiche odda antworte fa di lêering. Dann, wenn di antwort fakead is, dan is es iwa chlimm fa das kent.
Do komme io gemena tsait di andere khenna un fafôliche das wo di falsch antwort geb hot. So blaibt es fa dummkopp de rest fon de woch.
Wenn di wecklseliêriche tóoche komme, dann wet es di alla chlimmst tsait fa en person. Do wet alla gebot was passire wo so iemand rot lisst. Di buwe hon de
problem mit de masse wo so gern in de hosse wackst un di mêdcha hon di bristcha wo so gern di knepcha foa chpitse.
Do is noore etwas unnferháftniches passire, dann is chon de motif do fa di tsáichung des natua sich foa chpíichle.
Un in de buwe un in de mêed sain gedanke fallt es ima so foa das wi de lêera
oda di lêererin es fa gern mache têd. Es is awa net so. Es is noore di natua.
Awa, was ene de mêascht in di chlimme situatsione traibt is so ene unnfahofte fots wo émfach raus will. Un, wenn das uf em ônibus passiat, is es noch fill chlimma. Main gott, do sinn chon fill lait chwea in de gekwêltne momenten renn
gefall.
Hauptsêchlich, de Matias Ervin, wo mo uf enem folle ônibus wót un must sain
retícia draibung liwre dôrrich ene fots. Un iets, was mache? De ônibus wód
foll, lait an lait, un es wód net mêchlich ene fakwêeltne chuss losse.
Uf émol, horra ene plón gried. Ea wód en tsaitung am fest halle. So, dêera di tsaitung farráisse iwam fotse, und dan têd niemand ea hêere das sind mache. De
geschtang weat dan chon ene tswêttes element, wo di lait dêere énem de andere di chult in contsiens gewe.
Fa êtliche, kennt bis de geschtang fon de faul bach in Portom sin, wo chon dicht dô wód.
Ea fengt ón di tsaitung se farráise un debái horra ene fanênneftiche fots geloss. Es hot awa fill hétta gekracht wi ea gerrêchent hat.
Do, so en alt bóos, wo foa dem in de bank gesitst hat, hot ea gefrod:
- Nach, du wuts? Du wétst doch net dich wolle óch noch ab putse mit de tsáitung in dem ônibus!?!
(Ieda ennlichkaite sin nua cointsidense.)

------------------------------------------

TRADUÇÃO:
SITUAÇÕES DIFÍCEIS

Na vida uma pessoa passa muitas vezes por situações difíceis. Isto já começa desde pequeno. Fica complicado quando uma criança ganha um sorvete enorme de um tio e ela não consegue comer ele todo. O que fazer com o resto para não chatear o tio? Isto já é uma situação difícil.
Então, quando a criança já cresce um pouco, então na escola, acontecem várias situações difíceis. Principalmente quando a criança precisa apresentar algo ou responder para a professora. Então, quando a resposta estiver errada, fica difícil para a criança.
Então vem geralmente as outras crianças e debocham de quem deu a resposta
errada. Assim ela fica por bobalhona o resto da semana.
Quando vem os dias de adolescente, então vem a época mais difícil para uma
pessoa. A cada momento acontece algo que deixa alguém enrubescido. Os garotos tem o problema da massa que gosta de crescer na calça e as meninas tem os peitinhos que adoram mostrar os botõezinhos apontando.
É só acontecer algo inesperado, então já existe o motivo para que a natureza se manifeste.
E para os rapazes e para as moças sempre dá a impressão de que os professores o fizessem por querer. Mas, não é assim. É somente a natureza.
Mas, o que mais põe a gente em situações difíceis são um peido que simplesmente quer sair. E, quando isto acontece em um ônibus, ainda é mais difícil.
Meus Deus, já muitas pessoas se enrolaram nestes momentos de aperto.
Principalmente o Ervin Matiasm que uma vez estava em um ônibus lotado tendo que deixar escapar o fermentar dos rabanetes (que havia comido). E agora, o que fazer? O ônibus estava cheio, pessoa a pessoa e não era possível deixar escapar um apertado tiro.
De repente, ele teve uma idéia. Ele estava segurando um jornal. Assim, rasgaria o jornal quando peidasse e então ninguém ouviria ele cometendo este pecado. O fedor já seria um segundo elemento, onde as pessoas acusariam umas às outras.
Para algumas poderia ser até o fedor do arroio poder de Portão, que estava próximo.
Ele começou a rasgar o jornal e junto a isto, soltou um peido fenomenal. Mas o ruído do peido foi muito mais alto do que ele calculara.
Então, uma velhinha, que estava sentada à frente no banco, o perguntou:
- Então, seu porco? Você não vai querer ainda se limpar com o jornal dentro do ônibus!?!
(Qualquer semelhança é mera coincidência).

Nenhum comentário:

Postar um comentário