Minha foto

Sou o tipo de pessoa incansável. Faço de tudo o tempo todo e gosto de construir resultados. Locutor, apresentador, colunista, escritor e defensor da língua alemã Hunsrickisch, apaixonado pela música alemã e pela culinária, tenho por hobby cozinhar, pintar quadros a óleo e tocar contrabaixo. Eletrotécnico de carreira, me aposentei nesta profissão, e agora, além de manter ainda minha oficina eletrônica trabalho como voiceover internacional em e-learnings e wbt. Amo tudo o que faço.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

En nai geschichtche: Philip un Tsilli numma 3

4 comentários:

  1. O céus, pobre Cecília, riso. É uma pena que algumas palavras do português tenham substituído as originais, não se poderia tentar fazer um resgate destes vocábulos, talvez pesquisando na língua ainda falada na região na Alemanha?

    ResponderExcluir
  2. Olá Drak. Obrigado pelo comentário. Na realidade nosso alemão hunsrickisch acrescentou diversas palavras do português de objetos que foram criados depois dos imigrantes virem para cá, além de algumas palavras aportuguesadas que com o passar do tempo se incorporaram na língua. Prestei atenção no texto falado e a única palavra que fugiu na leitura foi sustentire", que no hunsrickisch se admite, mas que o termo original seria: "halle im lebensmittel". Já a palavra "interessant" existe até no Hochdeutsch. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ich hón das zu maine oma gezaicht, sie hot sich kaputt gelacht

    ResponderExcluir