Minha foto

Sou o tipo de pessoa incansável. Faço de tudo o tempo todo e gosto de construir resultados. Locutor, apresentador, colunista, escritor e defensor da língua alemã Hunsrickisch, apaixonado pela música alemã e pela culinária, tenho por hobby cozinhar, pintar quadros a óleo e tocar contrabaixo. Eletrotécnico de carreira, me aposentei nesta profissão, e agora, além de manter ainda minha oficina eletrônica trabalho como voiceover internacional em e-learnings e wbt. Amo tudo o que faço.

domingo, 23 de novembro de 2008

☻DI FRÓINDE - TRADUÇÃO

HIN UN HEA - TRADUÇÃO

OS AMIGOS

- Você pode acreditar em mim, João. quando eu
digo que isto realmente aconteceu, é verdade.
- Mas eu não gostaria de aceitar isto tão
facilmente, Nestor! De onde poderia se imaginar
algo assim de um homem sério como o Ermindo?
Isto só pode ser fofoca!
- Sim, João, mas a conversa está grande... Todos
comentam a respeito, e todos culpam o Ermindo.
- E nós, Nestor, que vamos fazer? Vamos ficar a
seu favor ou contra ele?
- Também não saberia dizer. Devemos antever tudo
certo e calmamente para sabermos como lidar com
estas dificuldades que inesperadamente
apareceram.
Assim corre a conversa entre João e Nestor a
respeito de Ermindo. Os três eram grandes amigos
em todos os momentos e em todas as dificuldades.
Mas agora surgiu esta fofoca cabeluda sobre o
Ermindo e todos se voltaram contra ele.
Os dois estavam vendo se ficariam a favor ou
contra o Ermindo. Era uma situação difícil...
Recentemente aconteceu na vila que uma garota de
treze anos foi obrigada a fazer sexo e como
resultado deste ato ela foi muito machucada por
um homem. Ela ficou hospitalizada dois dias e
precisaria mais meio ano de tratamento
psicológico para ficar curada desta judiaria.
E as provas caíam sobre o Ermindo porque ele
naquele dia quando tudo aconteceu estava na casa
da garota reformando a cozinha. Ele era um
carpinteiro.
Mas, depois do ocorrido ele dizia angustiado:
- Eu só vi a garota de manhã cedo quando ela foi
tratar as galinhas, e então, depois do meio-dia,
quando ela estava gritando por ajuda. Então fui
até ela para salvá-la.
Todos na vila, porém, disseram que ele era o
culpado. A garota não podia dizer muito porque
ela só vira o vulto contra a luz e assim não viu
direito seu rosto.
Quando isto aconteceu, a garota gritou.
Ermindo, em sua versão, disse que largou tudo o
que estava fazendo e foi correndo até a
estrebaria para ver o que estava acontecendo. E,
em vez da garota deixar se ajudar, começou a
gritar dizendo que ele era o homem que a
importunara.
Ermindo está na cadeia porque as pessoas o
encontraram com a garota. Ela sangrando e em
choque, e o homem junto, com ela em suas mãos.
Os dois amigos resolveram não acreditar na
versão dos vileiros. Eles acreditariam em seu
amigo porque se não fizessem nada por ele,
ninguém faria algo para ajudá-lo.
João e Nestor foram até a estrebaria para verem
como tudo poderia ter acontecido. Se
encontrassem algo, talvez alguma prova, poderiam
tirar o Ermindo da cadeia.
Eles tiveram sorte. Entre as palhas de milho na
estrebaria encontraram um botão de camisa. Esta
era a prova que eles precisavam para livrar o
Ermindo da cadeia porque naquele dia ele vestia
uma cmiseta, a qual não tem botões.
A história caminhou até o ponto de eles
descobrirem que que quem violentou a garota fora
seu próprio pai. E quando tudo realmente chegou
à tona, quem foi para a cadeia foi seu próprio
pai. E ele está lá até hoje.
Amigos são os grandes trunfos em nossa vida e com eles atravessamos todas as barreiras com mais facilidade. Um parente nunca está para nós como um amigo porque os amigos estão ao nosso lado independentemente do quanto ganhamos.
Os amigos as vezes nos conhecem melhor do que nós mesmos e eles logo captam nossas sensações.
Amigos são um pouco de nossas sensações e um pouco de nossas vidas. Segure eles, eles valem ouro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário